22 de fevereiro de 2012

Como Vender Crochê - 2ª Parte

A net entre tantos avanços trouxe muitas comodidades. O mundo ampliou os horizontes e o acesso a bens e serviços ficou mais fácil. Comprar pela net é uma realidade e a tendência é de crescimento nos próximos anos. Uma oportunidade para vender os nossos Crochês para todo o Brasil e o mundo.

Antes vou fazer uma ressalva, sobre as expectativas criada por muitas iniciantes e que infelizmente nem sempre se concretizam. As vendas pela net são semelhantes em muitos aspectos com as vendas feitas pessoalmente, portanto também tem seus problemas. Não esperem resultados imediatos, vendas fantásticas e excelente retorno. Lembrando a frase de Albert Einstein “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário”. É preciso muita dedicação e persistência. Você já visitou um blog que está a meses e até anos sem atualizações? Na net a centenas de blogs e sites assim, cujo suas criadoras desistiram pelo caminho por não conseguirem os resultados que esperavam. Procure seu espaço com criatividade, objetividade e principalmente originalidade, sem imitar o trabalho alheio pois a cópia e rejeitada por quem conhece o original. Não abandone as formas de venda tradicionais, considere a net como uma opção a mais e não a principal, pelo menos por enquanto. Se prepare para disputar uma maratona (longa duração) e não provas de 100 metros rasos (curtíssima duração).

Outro detalhe importante são as fotos, devem ser as melhores possíveis. Quem está do outro lado do PC tem apenas as imagens para ver o que está comprando. Se a foto no seu blog ou site forem ruins ou pobres de detalhes dificultam a venda. Celulares são ótimos para falar e mandar mensagens mas não para fotografar. Invista em uma boa câmera digital ou até tome emprestado de alguém para tirar suas fotos. Se com flash as fotos ficarem ruins procure um espaço ao ar livre. Tire diversas fotos para escolher as melhores. Se inspire nas fotos de revistas para fazer as suas. Mostre a peça inteira e também os principais detalhes, não economize nesta área. Fotos ruins, sem nitidez ou fora de foco podem dar idéia que a pessoa está tentando disfarçar os defeitos das peças ou esconder os detalhes para evitar cópias. Isso é bobagem, pois quem sabe copiar Crochê por fotos dificilmente iria comprar seu produto.

Feitas estas observações vamos em frente.

Há diversas maneiras de mostrar e vender seus trabalhos, através de blogs, sites, lojas virtuais, redes sociais, etc. Vamos falar um pouco de cada uma e também dar dicas sobre venda e envio.

Blogues: são a porta de entrada na net para muitas artesãs. Criar um blog é relativamente fácil, não há custo para criação ou manutenção e a atualização também é simples. A parte de criar o blog é a mais fácil, na net há diversos sites que ensinam com dicas diversas. Depois vem o que realmente importa que é a divulgação e tornar seu blog atraente para as visitantes para que traga retorno. Vale lembrar que um blog não é exatamente um canal de vendas mas sim de demonstração do seu trabalho. A venda, pagamento, calculo de frete e detalhes da peça deveram ser feitos por contato direto entre você e sua cliente.

referência: blogger


Sites: a grosso modo seria um degrau acima dos blogs. A diferença é que você precisa pagar pela sua criação e manutenção, embora haja a opção gratuita também se o número de visitas não for alto. Geralmente há necessidade de registrar um domínio que tem custo. Também requer investimento em divulgação e capacidade para fazer as atualizações. Muitas pessoas criam um blog e publicam em um endereço próprio o que na pratica é um “blog mais chique”. Cabe a cada uma analisar o custo benefício e decidir se compensa o investimento ou não.

Lojas virtuais: é uma opção profissional e dedicada somente a vendas. Possui ferramentas para venda, pagamento, calculo de frete, etc. Estas facilidades tem um custo mais alto de criação e manutenção. É um investimento alto para quem está começando. Há lojas virtuais especializadas em artesanato usadas por muitas meninas que fazem Crochê que possuem custo reduzido.
Referência: Elo 7


Redes Sociais: no Brasil as mais famosas são o Orkut e o Facebook embora existam outras. Quase todo internauta tem conta nestes sites. Assim como os blogs, não são canais especializados em venda, mas são bons para a divulgação dos seus trabalhos e depois fazer a venda de forma tradicional incluindo encomendas. São utilizados como complemento dos blogs e sites.
Referências: Orkut e Facebook


Detalhes das vendas

Se você tiver uma loja virtual profissional tem a sua disposição diversas ferramentas de venda e recebimento. Mas se não tiver preste atenção nestas orientações abaixo:

- A cliente ao visitar seu blog, site ou rede social e gostar de uma peça vai entrar em contato por e-mail ou recado no próprio site. O ideal é trazer a negociação para o e-mail pois assim seu contato é pessoal o que é desejável afinal é um assunto que interessa apenas a você e a sua cliente.

- Seja o mais cordial possível em seus contatos. As clientes embora as vezes exagerem em alguns detalhes gostam de ser bem tratados, no comércio e na vida a boa educação é norma. Imagine sempre que se fosse você do outro lado do PC gostaria de um tratamento Vip.

- Informe a cliente todos os detalhes do produto e caso haja opções de acabamento e material devem ser passadas. O e-mail deve ser claro de maneira a não deixar duvidas e mal entendidos, é melhor pecar pelo excesso do que pela falta de informações. Informe o preço, frete, prazo para envio e as condições de pagamento. Caso não saiba informar o frete peça o CEP da cliente para consulta e posteriormente poder informar os valores. Se a cliente morar na sua cidade você pode combinar a entrega pessoalmente e também de quem será o custo.

- O frete geralmente é via Correios. Há duas modalidades básicas de envio: SEDEX e PAC.

O SEDEX é a modalidade mais rápida, geralmente a entrega é em torno de 48 horas. Se for de capital para capital costuma chegar até em 24 horas. Tanta agilidade tem seu preço, sendo mais caro que o envio por PAC. Há também outras modalidades como o SEDEX 10 mas o preço além de ser bem mais alto não atende todas as cidades.

O PAC é a opção mais barata sendo tão segura quanto o SEDEX. A demora é de 5 a 15 dias úteis dependendo da cidades de envio e entrega. A título de comparação um objeto com peso de 1 Kg e dimensões em torno de 30 cm enviado de Brasília para São Paulo (capital) fica aproximadamente R$30,00 por SEDEX e apenas R$ 14,00 por PAC.
O valor do frete complica a venda de pequenas peças pela net. O envio de um sapatinho de bebê por PAC fica acima de 70% do seu preço. Por SEDEX chega a ser mais caro que o próprio sapatinho. Isso acaba por inviabilizar a venda. Como o frete é por peso tanto faz você enviar 100 gramas como 1 kg vai pagar a mesma coisa, Enviar 1 sapatinho ou 5 custa a mesma coisa.
É bom lembrar também da embalagem. Se você optar por caixas prontas que são vendidas nos Correios vai pagar no mínimo R$ 3,00 a unidade. Se forem peças maiores o preço chega a triplicar. Se a embalagem for uma caixa reaproveitada (de sapatos por exemplo) sai mais barato, ocorre que elas geralmente são mais pesadas e pode aumentar o valor do envio. Os Correios também recomendam que sejam embrulhadas naquele papel marrom ou pardo. Considere cobrar esta despesa junto com o frete. Se você morar longe das agências dos correios há também a sua despesa de locomoção.


Os correios oferecem um calculador de preço. Para conhecer Clique Aqui . Você vai precisar do CEP seu e da sua cliente, o peso do produto e as dimensões da embalagem: comprimento, altura e largura. Lembrando que o peso é o final, ou seja já com a embalagem. As dimensões complicam um pouco no início mas aos poucos você pega o jeito. Se tive duvida entre em contato com os telefones dos correios que são gratuitos: 3003-0100 Capital e regiões metropolitanas ou 0800-7257282 para o interior.

- Os correios oferecem a opção de seguro. Assim em caso de extravio da encomenda o que é muito raro, você e a cliente não tem prejuízo.
O custo é de 1% do valor da sua encomenda e deve ser pago pela cliente.
Referência: Correios
.

- O prazo de confecção e envio da peça é muito importante. Lembre a cliente que o prazo começa a contar do fechamento da encomenda. Se você vai enviar com 5 dias diga a cliente que vai precisar de 7 dias pois assim há margem para imprevistos. Não cumprir os prazos é algo imperdoável, a maioria das clientes vai ficar chateada se isso acontecer. Se por acaso não tiver como, comunique a cliente e peça desculpas de forma incisiva. Se possível mande um brinde para a cliente para compensar este imprevisto, pode ser uma lembrancinha como uma niqueleira ou um broche por exemplo. Conquiste a sua cliente.

- O pagamento merece algumas considerações. O depósito bancário é a opção mais pratica. Se não tiver conta bancária pode ser do seu filho ou marido por exemplo. Outra opção é abrir uma conta de poupança em seu nome na Caixa Econômica que não tem custo de manutenção e os depósitos podem ser feitos até nas Casas Lotéricas. Nos Correios há o Banco Postal que é administrado pelo Banco do Brasil. É bem fácil abrir uma conta e os depósitos podem ser feito nas agências do BB e nos Correios também.

- O normal é pedir a cliente um sinal em torno de 50% do valor da peça. Isso é feito por duas razões: com este dinheiro você vai comprar o material do trabalho e também a venda está garantida. São poucas clientes que fazem isso mas as vezes a pessoa encomenda e depois acontece um imprevisto e ela desiste quando a peça já foi iniciada ou está pronta. Isso é muito chato pois você vai perder o material e seu tempo, e se for uma encomenda personalizada é pior ainda.
O restante do pagamento junto com o frete deverá ser pago no envio. Para isso informe a cliente que a peça estará pronta no dia seguinte por exemplo. Assim ela terá tempo de efetuar o depósito.

- Mesmo como pessoa física você pode aceitar pagamentos por Cartão de Crédito, Débito e Boleto Bancário através de sites como o Pag Seguro. Basta se cadastrar e concordar com as regras destes sites. Eles cobram uma pequena taxa em cada venda e também demoram alguns dias para liberar seu pagamento. Caso você não faça vendas não vai pagar nada. Lembrando que para receber os valores (saques) você precisa ter conta bancária em seu nome.
No caso do pagamento com Cartão de Crédito combine com a cliente que o pagamento deve ser feito no valor total (incluindo o frete) já na entrada pois você vai demorar para receber e terá de comprar o material por sua conta.
Referência: Pag Seguro


- Quando fizer o envio da encomenda mande para a sua cliente o número do objeto que é informando pelos Correios no momento da postagem. Através deste número você ou a cliente pode acompanhar a entrega no site dos correios pelo rastreamento. Como é registrado será necessário a assinatura de quem vai receber a encomenda. Se não tiver alguém os Correios fazem nova tentativa. Após a 3ª sem sucesso a encomenda é devolvida ao remetente e para um novo envio será necessário pagar novamente. Prejuízo de tempo e dinheiro, por isso é importante este rastreamento.

- Guarde todos os e-mail trocados com a sua cliente até que a encomenda seja entregue e esteja tudo certo.

- O pós venda também é fundamental. Pergunte a sua cliente se gostou do trabalho e esta tudo certinho. Clientes de Crochê são para toda vida.

Amanhã vamos falar sobre venda para o exterior.

11 comentários:

Vania Verçosa disse...

Parabéns Eliane!

Você é demais, com esta postagem está ajudando muita gente que ainda não tem experiência ou não tem coragem de ingressar neste mundo virtual, pois para quem não conhece, acha que é um "bicho de sete cabeças".

Que Deus te abençoe, hoje e sempre.

Beijos...

Vania Verçosa disse...

Sou eu de novo, corrigindo: Troquei uma letrinha do seu nome: ElAine.

Nadir Souza disse...

Olá Elaine!

Muito esclarecedor, obrigada pelas dicas.

Abraços

Simone Agulhas Encantadas disse...

Oi Elaine!
estou amando suas dicas de como vender o crochê...aprendendo muito como sempre com vc!

Parabéns mais uma vez!

Beijos na Melody!

Cris disse...

Elaine, estou aqui de novo para te agradecer e parabenizar pelo post e pelo ser humano maravilhoso que você é. Quanta dedicação! Sou sua fã!!!
Um beijo grande
Cris

Márcia disse...

Primoroso post, amiga. Super esclarecedor. Muito obrigada. Bjs.

Andressa Lopes disse...

Perfeito !parabéns!

Erica Posanske disse...

Muito bom Elaine, assim, tudo fica bem mais claro para todas... Ainda tem coisa que até eu preciso aprender! Valeu a dica., Obrigada e beijocas.

Aislan Saraiva disse...

Amei Nani vc é d+...bjokkkk!!!

Anônimo disse...

Ola Elaine tudo bem? Adoro seu blog eu e minha mae ja fizemos varios trabalhos com suas video aula. Posta mais aula de tapetes de croche que e o que eu mais gosto!

obrigada pelas aulas!

Patricia

glacy disse...

prontinho prof.Elaine...li e compreendi tudo e agradeço muito!
abraço